Na hora de declarar o Imposto de Renda, cada detalhe sobre sua vida financeira faz toda diferença. E nem todo mundo sabe, mas ao enviar o IR 2021 é preciso especificar o empréstimo pessoal, caso tenha realizado ao longo do ano. 

É preciso declarar a dívida este ano, entre 1 de março até 30 de abril, se o empréstimo for maior que R$ 5.000. Veja aqui como fazer:

Quem precisa declarar o Imposto de Renda? 

Devem declarar o IR 2021, pessoas que receberam rendimentos tributáveis de valor superior a R$ 28.559,70 em 2020. A principal mudança este ano é a exigência de declaração daqueles que receberam o auxílio emergencial para enfrentar a pandemia do novo coronavirus no ano passado.

Pessoas que se enquadram neste caso pode ter que devolver o valor recebido como auxílio.

Como declarar o empréstimo no IR 2021

O empréstimo deve ser declarado na ficha Dívidas e Ônus Reais. Aqui, será definido o tipo de instituição financeira na qual solicitou o crédito. Você pode optar por: 

  • (11) para estabelecimento bancário comercial (banco);
  • (12) para Sociedade de crédito, financiamento e investimento;
  • (13) outras pessoas jurídicas;
  • (14) Pessoas físicas;
  • (15) Empréstimos contraídos no exterior;
  • (16) Outras dívidas e ônus reais.

Caso você tenha mais mais de um empréstimo, é preciso criar um item para cada um dos credores. 

Descrição do empréstimo 

Na coluna “Discriminação”,será necessário preencher detalhes como a razão do empréstimo, o CNPJ da Instituição e o valor atual da dívida.

Já no campo “Situação”, basta colocar o status do seu empréstimo no último dia do ano anterior (31/12/2019) e no último dia do ano da declaração (31/12/2020). Confira estas informações com seu banco, os valores são enviados no informe de rendimentos. 

Outros tipos de empréstimo 

Também devem ser declarados no Imposto de Renda o financiamento de imóveis, veículos, empréstimo com garantia e consórcios contemplados. Para estes casos, a seção correta para enviar os dados é “Bens e Direitos”.

Deixe um comentário

PT_BR